Entidades que participam

O Prémio é convocado pelo International Network for Traditional Building, Architecture and Urbanism (INTBAU), graças ao apoio da Fundación EKABA, da Fundação Serra Henriques, da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando e da Hispania Nostra e com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República de Portugal.

A International Network for Traditional Building, Architecture & Urbanism (INTBAU), cujo patrono é SAR o Príncipe de Gales, é uma organização educativa internacional para promover a criação de edifícios e lugares que respeitem as tradições locais.

A Fundación EKABA (Espacio de KALAM para las Bellas Artes) está dedicada à promoção de uma melhor prática de conservação, restauro e reabilitação do património arquitetónico e à preservação e valorização das artes e ofícios da construção.

A Fundação Serra Henriques estabeleceu-se em Portugal em 1997 para a promoção da educação, da cultura e da ciência, prestando especial atenção ao estudo do território nacional para o desenvolvimento local e a melhoria do património cultural. Desde 2015 representa Portugal a Associação de Cidades e Regiões de Europa para a Cultura. Em 2012 estabeleceu o Prémio Nacional de Arquitectura e Urbanismo Archiprix Portugal, em colaboração com a Fundação Archiprix (Holanda) e a Ordem dos Arquitectos para premiar, em colaboração com todas as universidades portuguesas, os melhores projectos de fim de curso de Arquitectura.

A Real Academia de Belas Artes de San Fernando é uma das oito Reais Academias de alcance nacional integradas no Instituto de Espanha que tem por objecto fomentar a criatividade artística, assim como o estudo, difusão e protecção das artes e do património cultural. Actualmente compõe-se de cinquenta e seis académicos permanentes, de entre os quais o próprio Rafael Manzano Martos e outras personalidades de reconhecido prestígio nos campos de arquitectura, pintura, escultura, música, cinema, arte gráfica, fotografia, desenho e história e teoria de arte.

Hispania Nostra é uma Associação cuja finalidade é a defesa, salvaguarda e promoção do Património Cultural Espanhol e sua envolvente. Visa procurar o apoio da sociedade civil com o objectivo de consolidar o Património cultural e natural como valor e recurso gerador de desenvolvimento socioeconómico, de uma forma sustentável, integrando neste sector a inovação tecnológica e potenciando o desenvolvimento de novas alianças e sinergias entre instituições, administrações e empresas.