Os arquitectos portugueses Alberto Castro Nunes e António M. Braga vencem o Prémio Ibérico Rafael Manzano

Em reconhecimento da preservação da arquitectura tradicional

Já tem vencedores a oitava edição do Prémio Rafael Manzano de Nova Arquitectura Tradicional, no valor de 50.000 euros. O júri, formado por prestigiados arquitectos internacionais, distinguiram a obra dos arquitectos portugueses Alberto Castro Nunes e António María Braga.

Ambos são premiados pelo reconhecimento do seu forte compromisso em preservar as tradições arquitectónicas portuguesas, o uso de materiais naturais e técnicas de construção que moldam a identidade de cada lugar.

As suas obras são caracterizadas por durabilidade, sustentabilidade e beleza. Cada uma constitui um verdadeiro manifesto de respeito pela cultura local, da recuperação do equilíbrio com a natureza e a dedicação à comunidade.

Entre as obras dos galardoados encontram-se: Julgados de Paz de Vila Nova de Foz Côa; Casa do Peter, realizada com as formas e materiais próprios da região; o Museu Arqueológico de Odrinhas, Sintra, junto às ruínas romanas escavadas em torno da ermida de São Miguel; a Escola de Artes e Ofícios de Odrinhas ou a sede da Cinemateca Portuguesa em Lisboa, entre outras.

O maior prémio de arquitectura da Península Ibérica

O Prémio Rafael Manzano, com a maior dotação em Portugal e Espanha, é possível graças à generosidade do filantropo norte-americano Richard H. Driehaus. Paralelamente, The Richard H. Driehaus Charitable Lead Trust criou um concurso para apoiar a recuperação do património em pequenas localidades e um prémio para dar visibilidade a mestres e ofícios da construção tradicional. Estas iniciativas já totalizam donativos na ordem dos 2 milhões de euros.

O Prémio Rafael Manzano é organizado pela rede INTBAU (International Network for Traditional Building Architecture and Urbanism), fundada e patrocinada por S. Alteza Real o Príncipe de Gales, e foi implementado em Portugal pela Fundação Serra Henriques com o Alto Patrocínio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Na quinta feira, 17 de outubro, terá lugar a Entrega do Prémio aos vencedores na Real Academia de Belas Artes de San Fernando em Madrid e o Seminário Internacional Nova Arquitectura Vernácula em a Escola de Arquitectura de a Universidad Politécnica de Madrid

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies