Richard H. Driehaus

(1942 -2021)

O filantropo Richard H. Driehaus faleceu, sediado em Chicago, promoveu e honrou durante décadas a actividade de todos aqueles que por todo o mundo trabalham para construir um mundo mais belo e sustentável.

Amante do património Espanhol e Português, graças ao seu apoio e generosidade, aqueles que praticam a arquitectura, o urbanismo e as artes e ofícios das diversas regiões ibéricas, conseguiram nos últimos anos reavivar a esperança de que os seus conhecimentos e boas práticas também possam vir a ser desfrutados pelas gerações vindouras.

A sua dedicação à preservação do património cultural e das tradições Espanholas fez dele membro honorário da Academia de Bellas Artes de San Fernando em 2015. As muitas iniciativas que graças a ele foram desenvolvidas em Espanha para promover e homenagear os artesãos e arquitectos que ainda prezavam e preservavam essas tradições, premiaram-no com o reconhecimento de instituições como a Hispania Nostra e os Prémios EU-Europa Nostra. A sua filantropia foi premiada internacionalmente por instituições como a Society of Architectural Historians, o American Institute of Architects, a Chicago Architecture Foundation, o National Trust for Historic Preservation, a Landmarks Illinois e a Sir John Soane’s Museum Foundation, entre muitas outras.

Devemos-lhe também a criação em Espanha do Directório Nacional de Mestres da Construção Tradicional, que reúne e dá visibilidade aos melhores mestres das artes da construção das diversas regiões Espanholas que ainda praticam os seus ofícios, um património vivo cuja conservação é gravemente ameaçada.

Também com este objectivo foram criados os Prémios Richard H. Driehaus e as Bolsas Donald Gray para as Artes de Construção. Estes prémios são concedidos anualmente aos melhores artesãos neste domínio, dando-lhes apoio na formação de novos aprendizes que possam manter vivos os seus conhecimentos.

Graças a ele, os arquitectos empenhados na utilização de materiais naturais, na actualização de soluções perenes de forma a alcançar a tão necessária sustentabilidade, e no aproveitamento das formas e técnicas que preservam e dão continuidade ao carácter particular de cada lugar e região diferente do nosso país, receberam também encorajamento e apoio. Estes profissionais são actualmente reconhecidos pelo Concurso de Arquitectura que é desenvolvido com a colaboração do Ministerio de Transportes, Movilidad y Agenda Urbana, do Ministério da Cultura e Desporto, e pelo Prémio Rafael Manzano de Nova Arquitectura Tradicional, dirigido àqueles que se destacaram pelos seus êxitos vitalícios relativos àqueles objectivos. Foi assim designado em homenagem ao único arquitecto Espanhol que recebeu o prémio internacional Richard H. Driehaus, o maior prémio de arquitectura existente nos EUA.

Esta actividade contínua em Espanha durante a última década incluiu também uma série de outros projectos culturais: conferências, oficinas, exposições, publicações e outras iniciativas que destacaram, tanto para o público nacional como internacional, os valores frequentemente esquecidos no património urbano e cultural que encontramos à nossa volta.
Estas iniciativas tentarão manter vivo o legado deste patrono das artes e continuarão a dedicar-se à promoção daquilo que se tornou a sua paixão e que deixou o seu nome associado às culturas Espanhola e Portuguesa para sempre.

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies